Polícia Judiciária detém indivíduo suspeitos de falsificação de documentos e uso de documentos falsos

 

A Polícia Judiciária, através da Secção Central de Investigação de Corrupção e Criminalidade Económica e Financeira – SCICEF – em cumprimento de um mandado do Ministério Público, deteve, na terça-feira, 31, fora de flagrante delito, na cidade da Praia, um indivíduo do sexo masculino, natural da ilha do Fogo, suspeito de vários crimes de falsificação de documentos, designadamente, certidões de nascimentos, bilhetes de Identidade, passaportes e extratos bancário, seis crimes de assunção de identidade falsa e vários crimes de uso de documentos falsos.

Para a obtenção das identidades dos ofendidos, o suspeito vinha, desde 2013, apresentando-se em várias esquadras da Polícia Nacional onde declarava o extravio do seu Bilhete de Identidade e requeria uma certidão para efeito de pedido de emissão de BI. Posteriormente, munido desta declaração e de uma certidão de nascimento dos ofendidos, solicitava, junto dos Serviços de Identificação Civil, a emissão da segunda via do B.I., contendo os dados de identificação dos ofendidos mas com a introdução da sua fotografia e assinava com o próprio punho o nome dos ofendidos.

O suspeito fazia dessa atividade criminosa o seu modo de vida, tendo causado prejuízos financeiras a dezenas de vítimas residentes na Praia, Assomada, Santa Cruz e Boavista, e também aos bancos comerciais que, muitas vezes, face às reclamações dos clientes, eram obrigados a repor o dinheiro nas respetivas contas.

O detido foi presente esta quarta-feira, 01, às autoridades judiciárias competentes para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguido detido e aplicação de medidas de coação pessoal, tendo-lhe sido aplicado a Prisão Preventiva.