Polícia Judiciária detém cinco indivíduos suspeitos de agressão sexual de menor

A Polícia Judiciária, através da Secção de Investigação de Crimes Contra Pessoas – Brigada de Crimes Sexuais –, em cumprimento de mandados do Ministério Público, deteve, fora de flagrante delito, entre os dias 1 e 3 de outubro, cinco indivíduos do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 17 e os 29 anos, suspeitos da prática de vários crimes de agressão sexual.

O primeiro caso, ocorrido na segunda-feira, 01, tem como vítimas três crianças, que na altura dos factos contava com 5, 9 e 10 anos. Os alegados agressores, são irmãos das vítimas.

Os detidos, de 17 e 24 anos, foram presentes, no dia 2 de outubro, às autoridades judiciárias competentes, para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguidos detidos e aplicação de medidas de coação, tendo-lhes sido aplicados a prisão preventiva.

No mesmo dia, foi detido, pela mesma brigada, um indivíduo, de 19 anos, por haver fortes indícios da prática de um crime de agressão sexual com penetração, contra uma menor de 10 anos.

Presente às autoridades judiciárias competentes, para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguido detido e aplicação de medidas de coação, foi lhe aplicado TIR.

A última das detenções se deu na quarta-feira, 03, sendo os suspeitos, dois indivíduos, de 18 e 29 anos, acusados da prática de um crime de agressão sexual com penetração.

O crime terá ocorrido na noite do dia 28 para 29 do mês de julho de 2018, no bairro de Achada Santo António, quando a vitima, de 17 anos, saía de uma festa.

Os detidos foram presentes, no mesmo dia, às autoridades judiciárias competentes, para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguido detido e aplicação de medidas de coação, tendo-lhes sido aplicado a Prisão Preventiva.