Praia: PJ detém mulher suspeita de burla qualificada

A Polícia Judiciária, através da Secção Central de Investigação de Corrupção e Criminalidade Económica e Financeira – SCICEF, deteve, esta quinta-feira, 29, fora de flagrante delito, um indivíduo do sexo feminino, suspeito de quatro crimes de burla qualificada.

A detida trabalhava em uma agência de viagens e, supostamente, terá aproveitado da qualidade de agente de vendas, com responsabilidade de fazer o atendimento aos clientes, realizar reservas, fazer registos e venda de bilhetes de viagem para, através de uso de meio fraudulento, obter para si vantagem patrimonial de centenas de contos, tendo, com a sua conduta, causado prejuízos patrimoniais às vitimas e, também, a própria entidade patrimonial.

A detida foi presente, ainda esta sexta-feira, 30, ao tribunal competente, para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguida detida e aplicação de medidas de coação pessoal, tendo-lhe sido aplicada TIR e Interdição de Saída do país.