PJ detém indivíduo suspeito de participação em sequestro de família de gerente da Caixa Económica de Calheta

A Polícia Judiciária, através da Secção de Investigação de Crimes Patrimoniais (SICP) – Brigada de Combate ao Banditismo –, deteve, na passada quarta-feira, 22, fora de flagrante delito, um indivíduo do sexo masculino, de 26 anos, residente na localidade de Ponta Furna, concelho de Santa Catarina de Santiago, por estar fortemente indiciado na prática de um crime de roubo com violência sobre pessoa, um crime de sequestro e um crime de detenção ilegal de arma de guerra, cometidos em agosto de 2017.

O ora detido é suspeito de, juntamente com outros dois indivíduos, ter arquitetado um plano de assalto, seguido de sequestro, na casa da sua irmã, no qual ele figurava entre as vítimas, enquanto os demais suspeitos mantinham a família em carcere privado. O objetivo era extorquir o montante de um milhão de escudos (1.000.000$00) do cunhado, que é gerente da caixa económica de Calheta de São Miguel, tendo, para o efeito, ameaçado, sequestrar o próprio sobrinho (filho do cunhado com sua irmã).

Na sequência, foram levados alguns objetos da residência, bem como a viatura de trabalho do ofendido.

O detido foi presente, na quinta-feira, 23, ao Tribunal da Comarca de Santa Catarina, para efeito do primeiro interrogatório de arguido detido e aplicação de medidas de coação pessoal, tendo-lhe sido aplicado a Prisão Preventiva.