Praia: PJ detém ex Diretor Financeiro do Banco da Cultura suspeito de Burla qualificada, Falsificação de documentos e Peculato

A Polícia Judiciária, através da Secção Central de Investigação de Crimes Económicos e Financeiros – SCICEF – em cumprimento de um mandado do Ministério Público, deteve, esta terça-feira, 04, fora de flagrante delito, na cidade da Praia, um indivíduo do sexo masculino, de 51 anos, por o mesmo estar fortemente indiciado na prática de crimes de Burla qualificada, Falsificação de documentos e Peculato.  

O indivíduo, que a data dos factos desempenhava funções de Diretor Financeiro do Banco da Cultura, é suspeito de conjuntamente com mais dois funcionários (então PCA e Secretária) terem arquitetado um plano para, através de artifícios fraudulentos, se apropriarem ilegitimamente de dinheiro público, por via de financiamento de projetos fictícios. Os factos terão ocorrido entre setembro e outubro de 2016.

O detido foi presente na tarde desta terça-feira, ao Tribunal da Comarca da Praia, para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguido detido e aplicação de medidas de coação pessoal.

De recordar que o então PCA e Secretária do Fundo Autónomo de Apoio à Cultura foram detidos pela Polícia Judiciária a 04 de janeiro de 2018, suspeitos da prática de crimes de Infidelidade, Falsificação de documentos e Peculato.